quinta-feira, 26 de junho de 2008

Idéias Geniais

P.: Meu chefe quer que eu “de o sangue”; vista a camisa, tenha idéias geniais todos os dias – idéias, aliás, que depois somem na gaveta dele e aparecem com o seu nome, meses depois. Ele esquece que tenho minha própria vida, mas morro de medo de perder o emprego... Vânia, Juiz de Fora

R.: Aqui temos duas questões: uma, a mistura entre os diferentes planos de vida – profissional, amoroso, familiar, social – quando as fronteiras não são bem definidas, um acaba por sufocar o outro. Este problema tem se agravado com a expansão do trabalho que é feito em casa, longe do tradicional ambiente empresarial. A outra questão é como ter idéias “criativas” tiradas da manga, a toda hora. Neste post, vou me concentrar no item criatividade e você verá as 5 opções de cartões para a Cristiane.

Diferente X Genial

A propaganda vive do mito da criatividade. Mas o que é uma idéia criativa? Muitos respondem que é algo diferente, que chama a atenção. Em propaganda, este conceito não funciona. Fazer diferente e chamar a atenção é fácil. Difícil é obter resultado, chegar onde se quer. Bote um homem pelado fazendo cocô na frente da loja. Pronto. Chamou a atenção, fez algo diferente. E daí? Alguém vai entrar na loja e comprar os produtos por causa disto? Então, não serviu para nada. Genial é aquela idéia simples, que pode ser realizada,que ninguém pensou antes – e resolve o problema. Mas como ter uma idéia assim? Bem, a verdade é que nem sempre temos idéias geniais no dia-a-dia da propaganda e do marketing. Assim como não temos idéias geniais para o convívio diário, para dar conta das encrencas de toda hora. No entanto, se não podemos ser geniais sempre, podemos evitar erros banais. Podemos ser eficientes e corretos. Ou seja: não vamos colocar o homem pelado na frente da loja. Vamos empregar estratégias que a gente sabe que dão certo. Isto é aplicar o conhecimento e a experiência dos outros a nosso favor. Para entender como fazer isto, vou contar como fiz a criação dos cartões da Cristiane. E, no final, você escolhe e vote naquele que achar mais bacana!

O briefing
O primeiro passo para ter uma idéia criativa, é saber para onde devemos olhar. Ou seja: é preciso entender o negocio. Saber fazer perguntas e obter informações. Eu fiz um questionário simples, perguntando algumas coisas básicas para a Cristiane: os dados objetivos(informações que o cartão deveria conter, quem iria receber, onde ela queria chegar) e alguns dados subjetivos (cores que ela gosta, estilo de vida, livros, musicas, dentre outras coisas). Também fiz meu dever de casa: fui lá e visitei todos os blogs dela, para conhecer um pouco a sua personalidade.

A análise
Os dados secos, por si, não valem nada. É preciso fazer uma leitura dos mesmos e tomar algumas decisões, que serão as diretrizes para criar. Primeiro impacto: Cristiane mexe com tecnologia. Idéia imediata: um cartão que mostre um conceito técnico forte. Segundo impacto: espera ai... Mas pelo que ela colocou de estilo de vida, pelos blogs, ela parece uma pessoa muito romântica, muito terna. Ou seja: o oposto. Portanto, eu diria que ela é “dois em um”. Conclusão: a criação tem que fazer uma síntese entre aspectos que parecem antagônicos. Isto pode ser interessante... Afinal, é uma tendência hoje, esta todo mundo cansando destes casulos separados, ou isto ou aquilo, ou se é racional, ou se é sentimental, ou se é do bem, ou se é do mal. A gente é um pouquinho de tudo!

Decisões
O NTE, Núcleo de Tecnologia Educacional, onde a Cristiane trabalha, não tem logotipo. Poderia criar um logo para eles, e fazer o cartão. Mas achei que fugia um pouco do “espírito do sorteio” que era criar um cartão para a pessoa. Portanto, o NTE entra, como endereço profissional, mas não é o foco principal. Outros detalhes: como as futuras impressões do cartão serão pagas pela própria Cristiane, nada de detalhes que vão encarecer o produto – formatos diferentes, recortes, 4 cores. Detalhes: o numero de cores, na impressão digital, não altera o custo. Mas se for impressão em gráfica, para maiores quantidades, isto vai influenciar. Decidi, no máximo, por duas cores (branco não conta, gente).

Criando
Decidido isto, mãos à obra. Tem uma técnica de interpolação (existem outras) que eu uso muito, para fazer aflorar idéias. Resolvi interpolar os dados da Cristiane com o Universo dos Planetas. Afinal, é uma abordagem que concilia aspectos de alta tecnologia, com uma abordagem sonhadora. Lembra foco, pesquisa, mira. Percebi que a letra C, de Cristiane, poderia ser estilizada para relembrar os anéis de Saturno, ou mesmo a Lua, de uma forma subliminar, criando quase um logo. Também poderia criar alguma opção associando com o foco de luz que sai de um laptop entreaberto. E assim fiz. O endereço do NTE, atual empregador, deveria ser facilmente excluído e substituído por outro, caso ela trocasse de instituição. Fiz alguns esboços. O resultado você confere no final do post. Os dados de endereço e fone foram substituídos por Nononono, linguagem universal da propaganda, para não divulgar aqui na Internet e evitar encrencas mil. Qual será o escolhido? Esperamos o seu voto!

A ESTRATEGIA
1. Para ser criativo, é importante alimentar-se com informações. Detalhe todos os dados que julgar importantes. Ninguém consegue criar do nada.
2. Analise estes dados, lendo nas entrelinhas.
3. Estabeleça algumas diretrizes para que a criatividade não fique a deriva. A dispersão faz o tempo passar e o papel continua em branco.
4. Utilize impulsionadores de criatividade. Um deles é interpolar. Pense no problema e busque associações escolhendo um Universo. Por exemplo: como este problema (no caso da Cristiane: tecnologia romântica) aparece no Universo dos Planetas? Outros universos: Universo dos Animais, Minerais; Universo dos Brinquedos, Universo dos Amigos. O termo “universo”, aqui, é utilizado para designar um conjunto, uma “família” de seres ou objetos.
5. Esboce as soluções que surgirem e ouça a opinião dos amigos para fazer os ajustes e tomar a decisão final.

Agora, dê uma olhada nos cartões da Cristiane e faça a sua escolha! Clique nas imagens para ver em formato maior. A qualidade foi reduzida para o arquivo ficar mais leve.

OPÇAO 1

OPÇAO 2

OPÇAO 3
OPÇAO 4
OPÇAO 5




20 comentários:

Lulu on the Sky® disse...

Eu gostei mais da opção 5
Big Beijos

Bibi Move disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
qualiblog disse...

Meu voto vai para a opção 4: Clean porém vibrante, com sensação de movimento.

qualiblog disse...

Agora, um comentário para a Vânia de Juiz de Fora:
Se você é capaz de ter idéias brilhantes que seu chefe surrupia com frequência, não faz sentido ter medo de perder o emprego. Monte um portfólio com suas idéias, envie trocentos currículos e aguarde as oportunidades.

Agora, chefe que rouba idéias é muito comum: o meu nem espera meses para apresentá-las como dele...

Bibi Move disse...

meu voto vai pra 4!!

Luma disse...

Também gostei do 4 apesar que daria um efeito mais 3D. O Cartão 2 também é interessante, mas o espaço lateral acima esquerdo ficou vago. Quem sabe a inversão mais 90° do desenho central colocasse o nome da Cristiane mais centralizado sem inclinação, ficasse legal?
As ideias vão surgindo e se não colocadas em práticas, não saberemos o resultado. Muita coisa reage ao contrário do esperado.
Bom fim de semana! Beijus

Mary disse...

Olá, olá!
Passei para desejar um óptimo fim-de-semana.
Beijokas!!!

Fernanda - www.fernandafranca.com disse...

Gostei do 3 e 4, mais ainda do 4. Beijo grande.

Herbert Drummond disse...

Cara Ethel,
Tomei a liberdade de transcrever - sub judice - o teu post "Idéias Geniais" lá no galpão da Oficina. Espero que aprove.
O artigo está excelente e merece toda a divulgação que puder ser dada.
Estou com saudades. Muito trabalho? Não deixe de visitar o Oficina. É sempre um brilho extra quando você dá um clique por lá.
Sucesso.

simone disse...

Oi eu amei o 5.
Achei ,romÂntico e ao mesmo tempo clean, sofisticado.Amei.bjs.Simone

Cristiane disse...

Eu gostei de todos!
Esse é o grande problema, estou super indecisa, porém tem alguns aspectos dos cartões que adorei...por exemplo gostei da fonte usado no cartão nº5, como gostei do efeito dos círculos na opção 4 e 3.
Pessoal me ajudem

Georgia disse...

Eu gostei do 3° gosto da mistura das duas ccores. O 4°, é elegante e discreto.

Faz os dois, metade de um metade de outro.

Beijao

Anônimo disse...

Opção 3. Péssimo esta notícia de ser comum os chefes roubarem suas idéias.
bjs Verônica

Mary Pimp! disse...

Olá!
Passando para desejar uma óptima semana!
Até breve...

anlene gomes disse...

meu voto é 4. muito interessante a metodologia, o processo, a maneira de abordar e resolver o problema. que não comente não signifca que não passe por aqui. adoro suas estratégias e preciso tomar coragem e te mandar um tema "gordo"! beijos

janaina de almeida disse...

Ethel, depois ler o post sobre asua explanação para estudos do cartão para sua amiga Cristine, gostei da opção 4, porque remet a essa característica"tecnologia romântica"(gostei!!!!!!!).
Porque à direita a ilustração começa do centro(interior) e se expande para fora( ou seja, de dentro para fora).
E mais:para mim, o branco tem um significado importante:a cor branca é apresença das cores.
Bom, foi assim que consegui entender e voto no cartão número 4.
um abraço, paz e bem, beijos.

Lucia Cintra Stevenson disse...

Gostei mt de todos, mas voto no numero 3.

Adoro ler seus postings e sempre aprendo com eles. O interessante e' que tive umas aulas sobre isse assunto e voce resumiu praticamente meu livro todo nesse posting. Rsrs

Bjos

Lulu on the Sky® disse...

Ethel,
Aproveitando a data de ontem, 20 de julho desejo atrasado: FELIZ DO AMIGO !!!!

Big Beijos

Roberto Luiz disse...

Gostei do artigo... parabéns!
Buscava uma maneira objetiva para focar no assunto pra ter uma idéia legal e gostei desse lance do "universo"... acho que funcionará!
Gostei também dos resultados dos cartões.. bem bolados sim!

Só um detalhe..
no início do artigo há uma pergunta e, em seguida, uma resposta.
Tenho lá minhas dúvidas sobre esse tipo de pensamento de separar com um "muro de Berlim" as diversas áreas da nossa vida. Se conseguimos separá-las é uma coisa. Outra coisa é SE DEVEMOS buscar tanto esta cisão. E outra coisa bem pior é instigar outras pessoas a fazer isso como se fosse a única salvação.
Concordo que os empresários e empreendedores brasileiros ainda estão se lixando para esse conceito, mas nem por isso...
Enfim, acredito que esse tipo de pensamento precisa desaparecer. Grandes cientistas da administração já perceberam que, no fundo, é impossível essa façanha. E que é mais eficiente a empresa se adaptar a esse tipo de dificuldade do que fazer com que o funcionário bloqueie completamente o restante da sua vida em função do trabalho.
É uma pena!

Abraços,

Thiago disse...

Bom dia!
Observando os comentários e explicações, percebi que há muito conhecimento na criação das 5 opções. Seguindo as dicas e etapas de criação, percebi que os 2 primeiros refletem mais a parte técnica, pois utilizam linhas retas, já as linhas curvilinias dos demais mostram o romãntismo.
Na minha opnião os pontos mais marcantes são:

1º a inclinação na diagonal do nome no 2º cartão traz uma sensação ótima de modernidade e descontração;

2º a idéia das ondas nas opções 3 e 4 são exelentes pois reflete uma idéia de multiplicação;

3ª na opção 4 o fato de ter a cor branca como predominante, denota uma uma atitude "clean";

Sugestão: poderia ter mais uma opção misturando a 3ª e 4ª opção, mas como? Simples, a parte da direira do 3ª cartão é toda em azul e traz uma certa separação do lado esquerdo, porque não acrescentar no cartão 4 uma linha fina em azul que traga a mesma separação que observamos no 3º, mas sem ter toda aquela área em azul, o que acham?