segunda-feira, 28 de abril de 2008

Chegando lá, o network que funciona

Antes de entrar no assunto deste post, um aviso aos navegantes. Quero comemorar a virada dos 5 mil acessos! Ainda não alcancei os milhares da Bibi , da Luma, da Ciça e da Lys, mas eu chego lá! Já mudei o banner, para marcar a data, mas também vi em vários blogs que as pessoas sorteiam e dão brindes. Achei a idéia bacana. Como não tenho as mil e uma habilidades da Denise, pensei uma coisa que eu poderia sortear: cartões de visita personalizados. Já falei sobre a importância disto em um post (o menor outdoor do mundo). Então vai funcionar assim: você deixa seu comentário aqui, eu vou numerar e no dia 15 de maio faço o sorteio. Você tem seu próprio cartão? Pode indicar para um amigo. Os detalhes eu explico por e-mail para o ganhador. E agora, vamos ao post!

P: Não sei o que acontece comigo. Sou dedicada, faço um excelente trabalho. Para dizer a verdade, bem melhor do que muita gente que anda por aí! Mas na hora da promoção ou de conquistar uma vaga melhor, só vejo os incompetentes vencerem! Tem explicação para isto? Verônica, Taubaté

R.: A boa notícia é que tem, sim, Verônica, explicação para isto. E dá para mudar. A má notícia, é que não é fácil: você terá que quebrar algumas rotinas. Por exemplo: encarar de frente que Papai Noel não existe!

O fim da fantasia
Como assim, não existe? O que Papai Noel tem a ver com esta história? Tudo a ver. Acreditar que o mundo é perfeito, cor-de-rosa, e que recebemos presentes por bom comportamento, dedicação e competência é apenas uma parte da história. A outra parte, é que não estamos sozinhos no mundo e, portanto, é preciso jogar conforme as regras. Isto inclui utilizar outras ferramentas para “chegar lá”.

O jogo sujo
Então precisa puxar o tapete de todo mundo, mentir e badalar os chefes? Claro que não! Mas no mundo dos negócios, é um erro comuns dos empresários: agem acreditando que um bom produto vai ter sucesso sozinho no mercado. Bobagem. Tem que ser bom E ter uma estratégia de propaganda e marketing. Caso contrário… fracasso total. Até os que dizem não usar estrtégia –bem, isto já é uma estratégia (como os produtos sem marca). Lembro, em Floripa, de uma loja de bagels que abriu perto do shopping. Bagels é um pãozinho delicioso, que fez a fama de New York. Que saudades de um bagel quentinho, com o aroma se esparramando pela casa toda e a manteiga derretendo em cima! Pois bem, voltando a história e deixando as calorias de lado. O homem abriu o ponto (que era muito bom) com os bagels. E ficou atrás do balcão, esperando a clientela. E ficou esperando e esperando, até fechar as portas. Eu estive lá umas duas vezes – sempre às moscas. O produto era bom… mas, quem em Floripa, sabia o que era um bagel? Eu mais meia dúzia de pessoas. Ou seja: era necessário divulgar, fazer propaganda do produto. Se não falar, quem vai saber?

A modéstia por religião
Um dos mitos culturais que se aprende desde criancinha é que é necessário ser modesto, que o esforço será sempre recompensado e reconhecido. E assim, tudo fica como dantes no quartel de Abrantes: nada muda, seja na vida pessoal, seja na vida empresarial. Bom para quem está por cima da carne seca, péssimo para quem deseja mudar de posição. Este mito é tão forte, que quando alguém fala bem de si mesmo, costuma incluir alguma frase de auto-desvalorização, como: -Bem, é verdade que o trabalho é fácil; ou –Estou acostumado com isto; etc. etc.
As outras pessoas já olham desconfiadas. Se é preciso divulgar, mas falar de si mesmo é problemático, como fazer? Em propaganda, a saída encontrada é utilizar o testemunhal. No lugar da própria empresa alardear as glórias do seu produto ou serviço, coloca as palavras elogiosas na boca de terceiros. É o médico ou dentista falando das maravilhas de um produto; o avô ou avó elogiando os benefícios da fralda ou da pomadinha para o nenê; é um artista; desportista; professor ou qualquer outro ícone de referência que aparece ali. E funciona. Na vida pessoal, ganhou o nome de network. Funciona também. Portanto, mãos à obra! A próxima promoção será sua.

A estratégia
1. Network é uma via de mão-dupla: divulgue as qualidades dos amigos, ponha pessoas em contato. Ela farão o mesmo com você.
2. Seja direto e peça ajuda para o seu círculo mais próximo. Ainda não inventaram a telepatia instantânea para adivinhar o que você deseja ou precisa.
3. Tente não perder os laços criados ao longo da vida. Perdeu? Tudo bem. Dá para recuperar. Aproveite as datas tradicionais para mandar uma mensagem e retomar contato.
4. Crie o que se chama a agenda de contatos: nome da pessoa com dados principais: aniversário, o que faz, o que gosta. Uma palavrinha basta. Tem gente que tem uma memória… Não é o meu caso, portanto, o melhor é escrever (e lembrar de consultar a agenda!).

20 comentários:

Denise BC disse...

Tati
Parabéns por todas as visitas.
Essas estratégias são interessantes, desde que o circulo de amigos, sejam realmente amigos verdadeiros, se não, nada de troca ou gentilezas.
Bjs e um ótimo início de semana
Denise BC

Verônica disse...

Legal este network como assunto. As vezes fico com vergonha disso, pois fomos ensinados a ser humildes ets. Talvez um humilde errado, mas q ainda aparece em nossas cabeças.
boa semana

Ricardo Rayol disse...

não sabia que se fazia isso de dar brindes, mas achei a idéia muito boa, vou fazer isso lá no memórias póstumas quando alcançar 5 mil.

Nina disse...

Uau Ethel, fala sério, fazer propaganda de si mesmo é tão complicado não é? Eu não aguento aquele povinho que se acha, ao mesmo tempo entendo que não é pra ficar se menosprezando uma vida inteira. Como achar o meio termo então??

E vc tem razão, na vida assim como no trabalho, é tudo a mesma coisa.
Bjs pra vc e parabéns por tantos acessos!! viva!

Janaina de Almeida disse...

Ethel, gostei muito de suas dicas de como render e melhor em seu trabalho, pois estou precisando, e muiot.Seu post caiui como uma luva para mim.
Sobre os contayos o que você escreveu é muito importante só que com um detalhe:é muito importante a equipe ser coesa, honesta e profissional, não se prender a paixões e panelinhas.
Escrevo isso porque me prejudiquei e colegas de minha equipe foram prejudicados por causa de três pessoas que "conquisatarm" o gerente para benefício prório.
Ethel, chegou numa situação que o gerente se viu com ...duas equipes, entendeu?
O final da história nem precisa escrever, mas já superei ebola pra frente.Beijos.

simone corpo mente e arte disse...

Oi Ethel,
gosto demasis deste post pq. ela dá dicas práticas, exequivéis.Colocando suas dicas em ação creio q muita coisa vai melhorar, depois conto.bjs. Simone

Georgia disse...

Ethel, eu nem me ligo nesse negócio de números, rs, será que estou sendo deselegante? Mas achei a idéia super legal e já tinha lido em alguns blogs sobre isso.

Mas olha, vir aqui é me enriquecer com seus posts, eu sou uma fa sua sabia?

É sempre tao útil tudo o que leio aqui. E me sinto como estar sentada numa confortável poltrona numa sala e vc falando essas coisas.

Bom fim de semana prá vc.

Luma disse...

Eu preciso me organizar com datas de aniversários, nem tanto por causa de trabalho, mas sim entre as pessoas amigas. Se a pessoa levar em consideração isso, estou perdida!
Acho essencial a auto propaganda, principalmente de fabicantes ou comerciantes que quebram a cadeia de intermediários e colocam seus produtos direto no mercado. No entanto, o network por si, na competição dentro de uma empresa, pode ser comparado a um ninho de cobras.
Aconselho também a essa moça, se proteger das cobras, criando oportunidades de demonstração de trabalho, expandindo relacionamentos para poder entrar na disputa. No Networking você acontece em função dos conhecimentos e vínculos com pessoas certas. Beijus

Sonho Meu disse...

Gostei do teu novo template. Parabens !
Ja voltou do Canadá?
bjs,
me

Lunna disse...

Depois vou dar uma lidinha com calma por aqui!

Enquanto isso... Com medo de morrer, e aposentada no amor. É, minha cara, eu sou uma contradição ambulante. Ou apenas alguém que muda de visão rapidamente, assim que a antiga irrita. E como ando me irritando demasiadamente nos últimos tempos, imagine que os textos acompanham isso. =P

Obrigada pelas visitinhas de sempre. Coloquei link dos teus blogs por lá!

Beijo beijo.

Lulu on the Sky® disse...

Disse tudo, networking é a chave do sucesso.
Big beijos

Marco disse...

Obrigado pela visita e pela dica.
Já tínhamos postado sobre as esculturas de papel do Peter Callesen, é realmente um trabalho muito interessante.
Boa semana pra você também, Ethel.

Aninha Pontes disse...

Menina, também não sei quantas visitas já tive, nunca me lembro de olhar o contador.
Ótimas suas dicas.
Tudo isso que você citou, creio que fica mais fácil, quando se tem comprometimento com o que se faz.
Mas vale a dica de se observar, de ver o que mais posso fazer, e não estou fazendo.
Um beijão.

Ceci disse...

Olá, Scliar, bom post, esse seu espaço pode alertar mesmo a todos nós esquecidos. Tenho uma agenda dos contatos, aprendi que a amizade precisa de sol, tanto quanto o amor, longe ou perto, contatar é o segredo, certo?
Grande abraço,

Chuvinha disse...

Como você mesma comentaria dicas politicamente corretas afinal puxar tapete é coisa de incompetentes! rs. Agora PERSISTIR é TUDO.

Betho Sides disse...

Interessante passei dos 5.000 e não houve festa...Mas tudo bem gostei demais do seu site e dos temas, voltarei se vc permitir. Beijos
A proposito: Acredito que a persistência é fundmental!

Maria-sem-vergonha disse...

Viva! Que as visitas aumentem, que novos seres venham dialogar com vc, alimentando a rede de conhecimento, de debate, de encanto, possibilitando convergências, controvérsias, poesias, encantos, fazendo networking.
beijos com calor humano nesses tempos frios

anlene gomes disse...

Oi Ethel, venho sempre e quase nunca comento, mas adoro teu blog, tuas dicas e principalmente a sabedoria que está impregnada nos teus post! Parabéns e vida longa para o Womarket! É claro que a estratégia é ótima, também ja testei lá no meu blog e foi super legal o resultado! Beijos

Cristiane disse...

Vou te visitar mais vezes, para ter algumas idéias de como mobilizar as pessoas a visitarem o blog também.
Passei para agradecer a visita e te falar um pouquinho do NTE, NTE ´Núcleo de Tecnologia Educacional, em Santa Catarina somos 33 núcleos formados, temos como objetivo a inclusão digital na escola, sendo assimtrabalhamos em duas frentes de trabalho com professores em capacitações e grupos de estudo e com a comunidade escolar, incentivando o uso das tecnologias, indicando possibilidades de melhoria na estrutura.... mas vc pode saber mais no portal do MEC, pois o NTE faz parte de um programa do Ministério de Educação através do PROINFO.
T+
Volte sempre

Bel disse...

Eu leio sempre, via google reader, mas nunca comento.
Vim comentar agora pra me arriscar a ganhar os cartões! ;)