sexta-feira, 15 de fevereiro de 2008

Contra a pedofilia

P.: Estou extremamente preocupada. Aqui em casa, até que eu consigo monitorar a situação, e não deixo meus filhos expostos a tudo que anda por aí. Mas muita gente vive me dizendo que isto é censura, que a vida é assim mesmo. O que eu faço? Mary, Tatuí.

R.: Há uma diferença muito grande entre censura e bom senso. Em propaganda, volta e meia, existem processos contra campanhas, denúncias e tudo mais. Geralmente dá em nada.

A raposa cuidando das galinhas
E por quê? Ora, porque quem cuida do assunto é o CONAR, o Conselho de Auto-Regulamentação Publicitária. Acaba virando ação entre amigos... Geralmente, o argumento é a famigerada “liberdade de expressão”. Mas que liberdade é esta? Meus alunos acham que entrar e sair da sala de aula é liberdade de ir e vir! Ora bolas: estão, sim, atrapalhando quem deseja estudar.

O poder do dinheiro
Meu pai já dizia que, quando este um problema em que TODOS perdem, uma solução é logo encontrada. Se o problema persiste, é porque alguém ganha com isto: guerras, drogas, e por aí afora. Com pedofilia, é o mesmo.

A imagem das crianças
Valorizar a juventude, a inocência e o poder que os adultos podem exercer sobre o mundo infantil só piora as coisas. Os concursos de Miss universo infantil, com crianças maquiadas e em poses eróticas endossam esta exploração, gerando dinheiro, fantasias, e um mundo de negócios escusos. O pior: pais, mães e famílias vangloriam-se destas conquistas. Dá no que dá. A história de JoanBenet Ramsey, Pequena Miss Universo mostra a dimensão da tragédia. Mas podemos fazer alguma coisa.

A ESTRATÉGIA
1. Evitar super valorizar o erótico.
2. Estimular rotinas infantis – brincar, brincar e brincar!
3. Falar sobre o assunto.
4. Monitorar e denunciar campanhas, sites, produtos que explroam a imagem infantil de forma erótica.

PS: A ilustração de hoje é substituida pelo simbolismo do combate à pedofilia, para blogagem coletiva proposta por Luz de Luma.

15 comentários:

Ana Paula Soldi disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Ana Paula Soldi disse...

Isso é horrível e nunca sabemos quem sao esses monstruos, pode ser qualquer pessoa, e nós maes temos que cuidar muito isso, faz pouco tempo aqui prenderam um professor de música que trabalhava com criancinhas de 6 anos e fazia eles ficarem pelados na aula, vê se nao dá vontade de acabar com uma pessoa assim? Sao doentes e nao merecem estar livres.

Scliar disse...

Ana, realmente é uma coisa complicada. Esta historia do professor de música eu naõ sabia não. Tem que criar um clima de confiança para as crianças falarem, mas isto parece mais fácil falando do que fazendo. Basta ver o que aconteceu com a nadadora brasileira, que só agora tomou coragem para tocar no assunto. Bzus.

Pseudo-comissária disse...

Bom, respondeu seu coments, rs.
O inglês de escola pública é realmente péssimo. E dos de internet de graça dão uma força, mas o problema é não ter ninguém para te corrigir, e auxiliar.
É muito complicado. Não digo que não é importante uma ter o inglês, claro que é.
O problema é alguém com capacidade não ser contratado por não ter o inglês. É aquela história de oportunidade, o ser humano precisa de uma, e se ninguém der por onde ele começa?????

Um grande beijo para você, e parabéns pelo blog.

°°Patty disse...

Ola Scliar :D
Sabe eu também procuro não expor meu baby a tudo que anda por ai, mas acho que isso é uma coisa normal de uma mãe super-protetora.
Eu sei que nunca poderei defender meu filho de todas as coisas ruins desse mundo, mas o que estiver ao meu alcance com certeza farei o possivél.
Não concordo com pais que procuram expor seus filhotes em certos concursos muitas vezes apenas por dinheiro.
Criança tem que brincar, apenas brincar e aprender aprender muito que o dinheiro embora necessário não trás felicidade e paz.

beijinhos amei o post e obrigada pela visita.
Volte sempre

nossa..falei demais hein rsrsrrs!!!

Taty simplesmente disse...

Olá...obrigada por encontrar um tempinho p passar lá no meu blog....espero que tenha uma ótima semana..bjs

Mary disse...

Olá, olá!
É bom mesmo quando nos dá para fazer visitas pelos blogs. Também adoro.
Beijokas!!!

P.S. - Espero que tenha terminado o roteiro.

Garota viajante disse...

Muito importante o post q vc escreveu.

Mas eu passei aqui para agradecer ao coment�rio que vc me deixou. Mt obrigada!

Beijinhooos ;*

Ana Paula Soldi disse...

Obrigado pela visita, e pela ajuda para o meu irmao, eu vou pedir o curriculum dele e depois te paso.
Mais muito obrigado mesmo, adorei seu gesto.
beijos
Ana

Denise Arcoverde disse...

Querida, leio sempre mas ainda não tinha comentado, seu blog é muito bom! eu concordo com você, em nome da "liberdade de expressão" se faz de tudo!

beijos!

Denise

Batom Cor de Rosa disse...

é tanta coisa acontecendo no mundo que assusta.
E mesmo sem querer, os pais dão apoio para estas coisas, como o que tu disse aí em cima, e é horrível pensar nesse tipo de coisa.
Parece que o mundo está tomando o rumo errado.

Beijos.

ju k disse...

a) este blog é muito bom;

b) fico horripilada com as menininhas de 4 anos vestidas de dançarinas do tchan, com batom e esmalte na unha;

c) beijos para a vovó.

Depois dos 25, mas antes do 40! disse...

Ufa!!!! Nem acredito que consegui passar por aqui e me atualizar. Adoro, de ~paixão tudo o que vc coloca aqui!!! Faço minhas as palavras da Ju K.

Beijocas queridaaaaaaaaaaaaaaaaaa

luma disse...

Scliar, eu ainda não consegui passar por todos os blogues e desculpe se demorei para chegar aqui. O exemplo da menina americana; a pequena miss é um caso de vários que se mantéem no anonimato por não serem pessoas visíveis, populares, expostas na mídia. Não dá para calcular o número de vítimas existentes, somente pela descoberta de pedófilos e estes também não sabemos quantos são. Mas não vamos esperar para crer. Melhor mesmo é resguardar as crianças de exposição e o controle de suas atividades é o ideal. Saber com quem brinca, conversar sempre e prestar atenção a tudo que é extra.
Obrigada por participar!! Beijus

Scliar disse...

Desculpem a demora em responder aos comentarios… Mil preparativos de viagem, agora vou tentar começar a por tudo em ordem. Afinal, vou ficar um tempinho fora do Brasil e tinha que deixar os meus trabalhos andando…Adorei ler todos os recados e daqui a pouquinho vou visitar vocês. Até mais!

Pseudo-comissária: Estou achando que você é comissaria de verdade… Será que não te encontrei enquanto estava vindo aqui pro Canada? Heheheh Mas entendi o que você quis dizer sobre o ingles. Era só para provocar um pouco… Volte sempre e faça uma escala aqui! Bzus, Ethel Scliar
_________
Patty: Superprotetora que nada! Cuida bem do seu filhote, afinal, criança é criança, não tem que ter a capacidade de adulto para saber o que fazer! E é isto dai: curtir a infância, que é tudo de bom. Bzus grande para você e seu baby. Apareça sempre e fale tudo isto e muito mais! Ethel Scliar
_________
Taty: heheh, foram várias semanas… Estava totalmente enlouquecida com os preparativos da minha viagem! Agora, vou por em ordem minhas visitas às amigas virtuais! Bzus, Ethel Scliar.
_________
Mary: adoro fazer meu “blog tour”. Agora, estou um pouco atrasada, por conta desta viagem, onde vou ficar um tempinho, precisava adiantar todas as coisas… Mas ja-ja estou passando lá no teu blog para dar um oizinho. E quanto ao roteiro… Ufa! Terminei… Agora, só faltam os acertos, mas é normal. Bzus. Ethel Scliar

_________
Garota viajante: Que bom que você gostou do comentário e achou importante o post. Vamos fazendo a nossa parte por um mundo melhor. Bzus para você também. Ethel Scliar
_________
Ana, espero que seu irmão já tenha conseguido algo. Se não, a oferta continua de pé, viu? Aliás, dá uma olhadinha, aqui no blog postei dois cvs: um mais simples, outro bem completo. Dá para fazer intermediário, claro! O importante é pensar no mercado que ele quer abranger. Pode passar os dados brutos, sem se preocupar com a forma. Um beijo grande, boa sorte para vocês. Ethel Scliar
_________
Denise, adorei sua visitinha. Que bom que vocé anda por aqui. E viva a liberdade – com responsabilidade e limites! Bzus, Ethel Scliar
_________
Batom cor de rosa: a gente não sabe mesmo para onde o mundo vai… Mas podemos dar nossa mãozinha para que, ao menos, abram-se alguns caminhos melhores. Bzus, apareça sempre! Ethel Scliar
_________
Ju: hehehe obrigada pelo elogio! Massagem no ego é sempre bom! E a vovó, graças a dues, chegou antes do baby nascer… Já estava me sentindo culpada! Beijos para as amigas… Amiga é o quê dos filhos das amigas? Vamos inventar uma palavra! Bzus, Ethel Scliar
_________
Depois dos 25: hehehe Dureza a gente manter o ritmo, não é? Mas não se preocupe, nós sabemos o quanto é difîcil dar conta de tudo! A gente faz o que é possível – e pode ter certeza, já está bom demais! Bzus, Ethel Scliar
_________
Luma, pode deixar, imagina, uma montanha de blogs para você visitar. E concordo com você: é preciso atuar em várias frentes! Bzus. Ethel Scliar